• Transtorno TDAH.COM.BR
  • Foco TDAH.COM.BR
  • Déficit TDAH.COM.BR
  • Dificuldade TDAH.COM.BR
  • Hiperatividade TDAH.COM.BR

TDAH.COM.BR

Guia Rápido Sobre O Tdah: Tudo Que Você Precisa Saber

Notou que seu filho tem apresentado dificuldade de aprendizado e falta de atenção? Se sim, então continue lendo esse artigo, o seu filho pode sofrer de um transtorno chamado TDAH (Transtorno de Déficit de Atenção com Hiperatividade) um problema neurobiológico, de causas genéticas, que aparece na infância e pode acompanhar o indivíduo por toda a sua vida. Segundo dados apresentados pela Associação Brasileira de Déficit de Atenção (ABDA), o distúrbio afeta cerca de 3% a 5% das crianças em idade escolar e tem maior frequência entre os meninos.

Quer aprender mais sobre o TDAH? Continue lendo esse artigo e tire todas as suas dúvidas!

O que é o Transtorno de Déficit de Atenção com Hiperatividade? TDAH como é geralmente conhecido, é um transtorno neurobiológico, genético e hereditário, mais comum em crianças e adolescentes, geralmente o transtorno acompanha o indivíduo durante a vida adulta, embora os sintomas possam ficar mais leves.

Quais os sintomas do TDAH?A pessoa com TDAH apresenta sintomas de desatenção, inquietude e impulsividade. O transtorno também é conhecido como DDA (Distúrbio do Déficit de Atenção). Infelizmente ainda é muito comum alguns pais acreditarem que o transtorno não existe e que a dificuldade apresentada por algumas crianças se trata apenas de uma fase, o que retarda muitas vezes o tratamento. Alguns psiquiatras acreditam que o quadro pode ser dividido em três tipos: predominantemente desatento, predominantemente hiperativo-impulsivo e o combinado (que é a mistura dos dois).

Os principais sintomas para observar são: 1. Desatenção: qualquer pessoa pode ficar no automático e não prestar muita atenção nas suas atividades, mas existe uma grande diferença entre uma distração referente ao cansaço e um indivíduo que apresenta o TDAH, uma distração comum é passageira, já na criança que apresenta o Transtorno do TDAH e não tratado o quadro pode se agravar, atrapalhando o dia a dia e o relacionamento da criança com outras pessoas.

2. Hiperatividade-impulsividade: o fato de algumas crianças serem mais ativas, gostarem de brincar mais que o normal, e muitas vezes terem dificuldade no relacionamento com os professores e até com os pais, pode ser confundido com o caso da criança com TDAH que também apresentar esses sintomas, o transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade faz com que a criança agite-se com muita facilidade, fique sempre em movimento e muitas vezes tenha dificuldade em aguardar a sua vez de falar.

Diagnóstico: apesar de o problema existir desde o nascimento da criança, pode ser observado melhor nos primeiros anos da vida escolar, normalmente a partir dos 6 anos. A avaliação deve ser feita por um especialista para evitar um falso diagnóstico. Os sintomas podem ser observados na convivência com a família, amigos, na escola e nos momentos de lazer, a criança deve ser observada por um período em vários aspectos para só então receber o diagnóstico. O diagnóstico tardio pode dificultar ainda mais o aprendizado da criança tanto no processo de leitura como em fazer contas simples, por exemplo, podendo acarretar dificuldades na vida adulta. Quando mais cedo o diagnóstico mais as chances de tratar e tornar o aprendizado e convivência da criança ainda melhor.

Tratamento: uma vez que o TDAH é uma condição neurocomportamental, não há cura. Claro que os tratamentos disponíveis podem ajudar a reduzir os sintomas. O TDAH é tratado com medicação, terapia, treinamentos e também pode ser feito uma combinação de tratamentos. O tratamento pode produzir resultados muito positivos para a criança e a sua vida adulta.

Em que ponto devo suspeitar que se trata de um caso de TDAH?

Transtorno do déficit de atenção com hiperatividade (TDAH): Você já deve ter ouvido alguém chamar uma criança de hiperativa ou um adulto de desastrado. Qualquer criança ou adulto apresenta momentos de desatenção e desorganização. Mas, até que ponto isso é prejudicial?

Para os pacientes diagnosticados com Transtorno do déficit de atenção com hiperatividade (TDAH), os prejuízos são tanto no meio social quanto no meio acadêmico e profissional. E você, sabe o que é o TDAH? O TDAH representa um transtorno neurobiológico que atinge 3 a 6% da população mundial. Tem origem na infância e geralmente se apresenta de forma motora e psicológica. São crianças e adolescentes mais agitados, apresentam uma atividade motora maior que as demais, tem um processamento de raciocínio muito mais rápido e demonstram uma certa inquietação nas atividades do dia a dia.

Em alguns casos, o transtorno pode permanecer na fase adulta. Os adultos com TDAH são incapazes de permanecer em uma só tarefa, perdem o foco rapidamente e nunca terminam o que começam e tendem a abandonar ou desistir de seus projetos.

Antes de realizar a medicação, o diagnóstico correto é primordial para uma abordagem terapêutica correta. O ideal é realizá-lo por volta dos 6 anos de idade, início da fase escolar. Terapia cognitivo comportamental, práticas de habilidades sociais com auxílio de fonoaudiólogos, intervenções nas escolas, treinamento de pais e professores para que conheçam técnicas e métodos que ajude as crianças com TDAH a ter um melhor desempenho.

O uso de medicamentos, como estimulantes, para agir em substâncias naturais do cérebro como a dopamina e a noradrenalina, responsáveis por transmitir mensagens entre as células nervosas, manter o controle e a atenção. Antes de realizar a medicação, o diagnóstico correto é primordial para uma abordagem terapêutica correta. O ideal é realizá-lo por volta dos 6 anos de idade, início da fase escolar.

Terapia cognitivo comportamental, práticas de habilidades sociais com auxílio de fonoaudiólogos, intervenções nas escolas, treinamento de pais e professores para que conheçam técnicas e métodos que ajude as crianças com TDAH a ter um melhor desempenho. O uso de medicamentos, como estimulantes, para agir em substâncias naturais do cérebro como a dopamina e a noradrenalina, responsáveis por transmitir mensagens entre as células nervosas, manter o controle e a atenção.

Gostou de aprender sobre o TDAH? Lembrou de alguém que também poderia interessar-se sobre o assunto? Compartilhe e continue acompanhando as nossas dicas nas redes sociais.

PERGUNTAS FREQUENTES
1 Como saber se meu filho possui TDAH?

O TDAH é um transtorno de comportamento caracterizado pela desorganização, desatenção, hiperatividade, dentre muitos outros comportamentos. O diagnóstico da desordem é somente feita por um Médico especialista, porém, para você ter mais segurança de que deve buscar ajuda profissional existem alguns critérios diagnósticos estabelecidos pelo DSM-V que podem te ajudar, dentre eles os principais: alta distração: perde objetos com frequência: sobe, escala, exposição em perigos; acelerado, etc

2 O que é o TDAH?

O TDAH é um transtorno de comportamento que não possui cura, ele é caracterizado pela desorganização, desatenção, hiperatividade, dentre muitos outros comportamentos. O transtorno é percebido desde a infância pelos acometidos manterem comportamentos típicos como agitação exacerbada e desatenção. Há três tipos de TDAH: do tipo hiperativo, do tipo desatento e do tipo combinado; a desordem geralmente vem associada de outros transtornos como Dislexia, Transtorno de Ansiedade, etc.

3 Como tratar o TDAH?

O TDAH é um transtorno de comportamento caracterizado pela desorganização, desatenção, hiperatividade, dentre muitos outros comportamentos. O tratamento do déficit pode ser feito através do uso de medicamentos que controlem os efeitos, como Ritalina, Antidepressivos e Antipsicóticos que são somados ao tratamento comportamental realizado por psicólogos, esses realizam geralmente a Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC), sendo assim a soma de ambos o método mais eficiente para tratamento do transtorno.

4 Quais são os tipos de TDAH?

O TDAH é um transtorno de comportamento caracterizado pela desorganização, desatenção, hiperatividade, dentre muitos outros comportamentos. A desordem possui dois tipos: o primeiro é o tipo Desatento, marcado pela desatenção da criança nos ambientes em que frequenta; o segundo é o tipo Combinado, onde o paciente apresenta sintomas de déficit de atenção e também de hiperatividade, podendo se alternar!

URGENTE - 38 VAGAS EMPREGO

Quais são as vagas de emprego?

Ao lado você poderá se candidatar às diversas vagas disponíveis para vários cargos e profissões. Por e-mail, você receberá mais informações sobre as vagas do ramo.

Estamos Contratando ((ATENÇÃO))

Nos preocupamos com agilidade, segurança e total privacidade de nossos candidatos. Para tanto, solicitamos que preencha todos os campos para que possamos fazer contato caso atenda nossas necessidades.

Preencha abaixo:
ARTIGOS RELACIONADOS